Abadore Muare, o Portal para a sua evolução !
Tinteiro Abadore Muare  - O portal para a sua evolução !   Valid HTML 4.0 Transitional

Principal  | Alimenta tua alma  | Informática  |  Seu espaço  | Ab-Empório  | »Colunas

Vida familiar  | Vida profissional  | »A vida em sociedade  | Talí reflete  | Contos do cotidiano


Conhecer alguém

Ísio Ribeiro Júnior

     Você conhece alguém ?
     Esta não é uma pergunta tão difícil de se responder, ao menos num repente. Mas tente agora selecionar uma entre as pessoas que conhece e responda (se puder);
     Esta é mesmo a pessoa que conheço ? Quanto do que conheço sobre ela é realmente a verdade ?
Sim, está constatada a primeira dúvida, o que nos leva à segunda:
     E eu, o que sou, o que sabem de mim os que me conhecem ?

Confirmamos então o famoso pensamento:


"O ser humano está dividido em três partes;
-O que ele pensa que é;
-O que os outros pensam que ele é;
-O que ele realmente é."

     Mas vamos aos fatos. Outro dia um amigo, com farta experiência em uniões e separações, comentou algo que me chamou a atenção: "Somente conhecerás de verdade a pessoa com se casou, depois que se separe dela".
Mas que tragédia. Conhecer de verdade a quem se ama somente após o fim de tanto amor. Estará errado, ou talvez exagerando ? Acho que não. Mas há pessoas sobre quem eu não gostaria de conhecer tanto. E você ? Já se sentiu assim ?
     Ampliando o conceito, quantas e quantas pessoas, queridas para você, já passaram por sua vida no trabalho, na escola, no clube, e um dia simplesmente afastaram-se, nunca mais lhe procuraram, ou talvez não lhe tenham sido receptivas quando você as procurou ? Alguém nunca passou por isso ? Talvez isso não seja tão importante afinal ?

Sim ! Dirão alguns.
Não ! Dirão outros.
Mas do que você está falando ? Perguntarão os remanescentes !

     Bem, de que lado da mesa você se encontra, caro leitor ? Esqueceu, foi esquecido ou já se localizou no centro da situação ?
     Não se trata aqui de uma cruzada contra os de memória fraca, nem um levante a favor dos oportunistas que sempre lhe bajulam a procura de vantagens, mas antes de entristecer alguém, ou deixar-se abater por uma situação dessas, tenha em mente com clareza esses conceitos. Se não se pode ser feliz pela ignorância, a sapiência que lhe seja plena. Saber as coisas pela metade só lhe poderá fazer sofrer mais e mais. A mediocridade é o pior dos castigos. Nem bom nem ruim, nem alegre nem triste. Nem sábio nem ignorante.
     Nem vivo... ... ... Nem morto.
     Abrirei aqui uma exceção para os que apreciam o sabor "agridoce" :)
     Seja quem for, seja você. Assim, somente as pessoas que lhe gostarem de verdade permanecerão a seu lado. Preservá-las ou expulsá-las será uma decisão sua.