Abadore Muare, o Portal para a sua evolução !
Tinteiro Abadore Muare  - O portal para a sua evolução !   Valid HTML 4.0 Transitional

Principal  | »Alimenta tua alma  | Informática  |  Seu espaço  | Ab-Empório  | Colunas

»Crônicas  | Ab-bobrinha  | Espaço Cochicho (In Memorian)  | Vivas vividas em Paracatu


Dezembro

Autor: Meu amigo "Sea" - Adaptação: Ísio Ribeiro Júnior

    Nunca fui muito chegado a Dezembro (apesar de ter chegado num deles).

    Considero uma época triste, que mais me lembra o outono quando as folhas quando caem das árvores do que a estação na qual o atravessamos, o verão. Realmente acredito que dezembro simbolize o fim, o fim de um período, o fim da vida, o fim de um amor, o fim de uma dor, enfim; O Fim !

    É uma época que me leva a pensar e, de acordo com minhas convicções pessoais e religiosas, é um período em que me sinto intranqüilo, inseguro até do próprio chào que piso. Só com uma boa olhada para trás e muita reflexào no que vem à frente é que me sustento a alcançar janeiro e ver que tudo aquilo que em dezembro acabou, agora poderá renascer.

    Um grande abraço, a todos e feliz ano novo, fiquem com Deus e Vinícius.


Amigos meus (Vinícius de Moraes / Toquinho)
Amigos meus, está chegando a hora,
Em que a tristeza aproveita pra entrar
E todos nós vamos ter que ir embora
Pra vida lá fora continuar
Amigos meus, está chegando a hora,
Mas tem também
Uma sala que está vazia
Sem luz, sem amor, sombria,
Prontinha pro show voltar
 
Tem sempre aquele
Que toma mais uma no bar
Tem sempre um outro
Que vai direitinho pro lar
E em novo dia
A gente ver novamente
A sala se encher de gente
Pra gente comemorar




Nota do editor: Finalmente compreendo o que Chico Buarque e o nosso saudoso Tom Jobim quiseram dizer com "Meus olhos molhados, insanos, dezembros"



Voltar para crônicas