Abadore Muare, o Portal para a sua evolução !
Tinteiro Abadore Muare  - O portal para a sua evolução !   Valid HTML 4.0 Transitional

Principal  | »Alimenta tua alma  | Informática  |  Seu espaço  | Ab-Empório  | Colunas

Crônicas  | »Ab-bobrinha  | Espaço Cochicho (In Memorian)  | Vivas vividas em Paracatu


O ovo

Autor desconhecido

Meia noite, o sol brilhava no horizonte,

sentado em pé num banco de pau, feito de pedra,

um calvo cego contemplava a imagem de sua vasta cabeleira ruiva,

no reflexo de um espelho sem vidro.

Na curva reta de um bosque sem árvores,

as vacas gorjeavam saltando de galho em galho,

enquanto os pássaros pastavam nos prados verdejantes.

Ali perto, a milhas e milhas de qualquer outro lugar,

um elefante repousava sereno, sob a sombra de um pé-de-alface.

No anoitecer da tarde matutina,

o silêncio era apenas rompido pela afônica voz de um mudo, que calado dizia:

"A terra é uma bola quadrada,

que navega nas ondas,

de um poço sem água"


Próximo: Aflições de um touro mecânico Voltar para Ab-bobrinha