Debian12 sem suporte para navegação na rede

Esse probleminha chato nos incomodou, mas bastou instalar o componente que faltava e tudo se resolveu:

				
					sudo apt install gvfs-backends
				
			

Instalação do SAMBA e compartilhamento de redes Linux x Windows

No dispositivo linux, instale o samba:

				
					sudo apt install samba
				
			

Adicione o usuário proprietário do que se planeja compartilhar, ao grupo do samba, lembrando que a senha não precisa necessariamente ser a mesma que é utilizada para acessar o sistema linux:

				
					sudo smbpasswd -a $USER
				
			

Configure em /etc/samba/smb.conf, a seção “global”:

				
					[global]

   workgroup = NomeDoGrupoDeTrabalhoNoWindows
   security = USER
   netbios name = NomeDoDispositivoLinuxNaRede
				
			

E por fim o compartilhamento que vai requerer senha:

				
					[Teste1]
comment = NomeDoDispositivo - Teste1
path = home/SEUUSUARIO/Teste1
#public = yes
#writable = yes
#guest ok = yes
browseable = yes
read only = yes
valid users = SEUUSUARIO
write list = SEUUSUARIO
				
			

VirtualBox – Adicionais para convidados

Aqui usamos Debian12

Antes de mais nada, como é necessário compilar o kernel, instalamos os dispositivos necessários para isso:

				
					sudo apt install -y build-essential linux-headers-$(uname -r)
				
			

Para que as alterações sejam aplicadas no kernel, é preciso reiniciar a máquina. Após o próximo login os novos recursos deverão estar disponíveis

Em seguida inserimos o CD “Adicionais para convidados” ou “Guest Additions”, acessamos o diretório aonde esteja montado  e basta executar o instalador correspodente:

				
					cd /media/cdrom0
sudo sh ./VBoxLinuxAdditions.run
				
			

Enfim, na máquina convidada, adicione o usuário ao grupo do virtualbox:

				
					sudo usermod -a -G vboxsf $USER
				
			

No próximo login, todos os recursos do VirtualBox estarão disponíveis !

Debian12 – Sources.list

Este é o que nós usamos !

				
					deb http://deb.debian.org/debian/ bookworm main contrib non-free non-free-firmware
deb-src http://deb.debian.org/debian/ bookworm main contrib non-free non-free-firmware

deb http://deb.debian.org/debian/ bookworm-updates main contrib non-free non-free-firmware
deb-src http://deb.debian.org/debian/ bookworm-updates main contrib non-free non-free-firmware

deb http://security.debian.org/debian-security/ bookworm-security main contrib non-free non-free-firmware
deb-src http://security.debian.org/debian-security/ bookworm-security main contrib non-free non-free-firmware

deb http://http.debian.net/debian bookworm-backports main contrib non-free non-free-firmware
deb-src http://http.debian.net/debian bookworm-backports main contrib non-free non-free-firmware
				
			

Instalação do SSH

Aqui o procedimento para Ubuntu 2204, PopOs 2204, Debian 11 e Debian 12 foi o mesmo. Realmente muito simples

				
					sudo apt install openssh-server
				
			

Verificando o estado do serviço:

				
					sudo systemctl status ssh
				
			

Caso já não esteja habilitado, configuramos o início automático:

				
					sudo systemctl enable ssh
				
			

Instalação do VNC (x11Vnc)

Neste caso utilizamos Ubuntu 22.04

Iniciamos pela atualização dos pacotes

				
					sudo apt update
				
			

Para garantir a correta resolução em modo gráfico, alteramos o gerenciador de exibição para Light Display Manager (lightdm):

				
					sudo apt install lightdm
				
			

Obs: Na tela de configuração que se abre, selecione o gerenciador padrão lightdm

Ao final, reinicie o SO.

No próximo login, algumas pequenas diferenças serão observadas, nada que deva impactar no uso do dispositivo.

Importante: Rode com SEU próprio usuário para ter acesso à SUA própria seção !

Agora vamos instalar e configurar o serviço:

				
					sudo apt install x11vnc -y
sudo nano /lib/systemd/system/x11vnc.service
				
			

Conteúdo (altere sua senha):

				
					[Unit] 
Description=x11vnc service
After=display-manager.service
network.target syslog.target

[Service]
Type=simple
ExecStart=/usr/bin/x11vnc -repeat -forever -display :0 -auth guess -passwd suasenhadeacesso 
ExecStop=/usr/bin/killall x11vnc
Restart=on-failure

[Install]
WantedBy=multi-user.target
				
			

Criamos o serviço com início automático:

				
					sudo systemctl daemon-reload
sudo systemctl enable x11vnc.service
sudo systemctl start x11vnc.service
sudo systemctl status x11vnc.service
				
			

Caso utilize o ufw, incluir a regra:

				
					sudo ufw allow 5900/tcp
				
			

Neste caso, o acesso deverá ser feito pela porta 5900

Erro ao atualizar Snap-Store

cannot refresh snap-store has running apps ubuntu pids…

Esta atualização é requerida, mas provoca erros:

Ou seja, com a snap-store rodando, não é possível atualizar ela própria !

Solução que adotamos:

				
					sudo killall snap-store && sudo snap refresh snap-store
				
			

Reabrimos a snap-store e tudo está em ordem !

Instalação do VirtualBox no Ubuntu 22.04

No caso do Ubuntu, pode-se utilizar a loja de aplicativos Ubuntu Software para instalação do módulo principal do VirtualBox.

Para o VirtualBox Extension Pack (recomendado), execute os comandos:

				
					sudo apt update
sudo apt install virtualbox-ext-pack

				
			

Verifique o estado da instalação pela tela principal do VirtualBox em Arquivo / Preferências / Extensões:

Outra possibilidade é entrar no site oficial da ferramenta, e baixar o “VirtualBox extension pack”, que pode ser instalado no ambiente gráfico, que vai abrí-lo utilizando o módulo principal conforme abaixo:

Importante: Atente para a versão. O VirtualBox extension pack deve estar EXATAMENTE na MESMA versão do módulo principal.

Obs: Este complemento do VirtualBox também está disponível para a versão Windows.

Agora, entrar no terminal e acrescentar seu usuário no grupo apropriado do VirtualBox:

Para que possa usar todos os recursos, como compartilharmento de drives USB e outros no VirtualBox, adicione seu usuário ao grupo do Virtualbox:

No HOST:

				
					sudo usermod -a -G vboxusers $USER
				
			

No GUEST:

				
					sudo usermod -a -G vboxsf $USER
				
			

E o toque final:

Você deseja habilitar a opção “VT-x/AMD-V Aninhado ” mas ela está indisponível ?

Então, no terminal do host:

 

				
					vboxmanage modifyvm "Nome-da-maquina-guest" --nested-hw-virt on
				
			

Feito !

Por que migramos para Linux

-Pela segurança, já que a gigantesca maioria dos programas maliciosos são desenvolvidos para alvos que utilizam o sistema operacional utilizado anteriormente;

-Pelo imenso volume de alternativas disponíveis (escolhemos somente as gratuitas) no mercado;

-Pela ausência de recursos maliciosos (particularmente telemetria para fins publicitários) tanto no sistema operacional anterior quanto em muitas das ferramentas desenvolvidas para ele;

-Por ter no sistema usado anteriormente um alto percentual de utilização de recursos de hardware dedicados a enviar informações (com e sem permissão do usuário / administrador) para fins de envio de publicidade direcionada, para dizer o mínimo;

-Pelo fato de termos presenciado uma abordagem agressiva do próprio fabricante de um certo sistema operacional proprietário nas instalações de um cliente, e coagindo a permitir (por documento assinado sob coação judicial) que a rede fosse escaneada (invadida) para tentar colher provas de utilização de software em forma irregular;

-Por conta da privacidade e segurança de dados do projeto;

-Para não fazer mais parte do ciclo vici-mali-mafi-oso que reduz a vida útil do hardware para forçar a venda de mais produtos e serviços.

-E finalmente, pela responsabilidade e esmero dos desenvolvedores do mundo Linux, fica aqui nossa homenagem.



Observação: Aqui não temos o propósito de ensinar, exibir uma explicação detalhada ou mesmo elaborar um tutorial, é apenas compartilhar com a comunidade, a documentação do que e como fizemos cada etapa da migração de nossos servidores e estações de trabalho conforme cada caso real que enfrentamos.



Esperamos que lhe seja útil !